22 de outubro de 2012

BOLO DE MILHO


"O cultivo do milho é uma tradição do Minho, Douro Litoral e Beira Litoral. 


Esta planta aprecia o calor e a água, por isso é necessário trabalho árduo para a manter saciada. 


No Alentejo, que é a das regiões mais secas em Portugal, senão a mais seca, há algumas áreas de cultivo de milho mas só onde a rega abundante é possível. 

A sementeira é feita nos princípios de Maio, em Junho o milho é sachado para se tirarem as ervas daninhas e é mondado. A monda consiste em tirar dois pés de milho, que estejam juntos, para que aquele que esteja mais forte se possa desenvolver melhor. 

Em Julho começam as regas e há um sistema de regadio que, ainda hoje, é motivo de muitas zangas e até de acidentes graves. Quando o milho cresce, é-lhe cortado o pendão ou bandeira que é um óptimo alimento para o gado.


Nos fins de Setembro, princípios de Outubro, cortam-se as canas do milho que são transportadas para a eira num carro de bois. 

Na eira faz-se a desfolhada. À medida que se desfolha vão-se amontoando as espigas de milho em cestos de verga ou de costelas que, depois de cheios, são despejados no canastro ou espigueiro. 

Os jovens participam entusiasmados nas desfolhadas, sempre na esperança de encontrar o milho-rei ou rainha para poderem dar um beijo ou um abraço à namorada.


O milho-rei é a espiga vermelha (quando a pessoa que desfolha encontra esta espiga, tem que dar um abraço a todas as pessoas presentes). 

A desfolhada ou esfolhada ou descamisada, termina sempre com uma festa, com a merenda ao som das concertinas e de um baile que dura até largas horas da noite."



Assim era... assim foi...
E pensar que em tantas desfolhadas eu participei, com a minha querida avó Rosa que me levava quando eu lá ia passar férias com ela...

E o que eu adorava ir às festas até altas horas da noite onde rapazitos nos piscavam o olho numa tentativa, permitida pelos adultos, de nos roubar um beijinho quando encontravam o milho-rei !

Belas cantilenas populares, vozes cheias de alma pura, mãos maltratadas pelo rigor que o trabalho cruel do campo impõe dia após dia mas que não paravam naquelas noites a desfolhar, a desfolhar, a desfolhar as belas e vaidosas espigas que se iam amontoando à nossa frente até quase nos deixarmos de ver uns aos outros...

"Tia Rosa, venha logo à desfolhada e traga a sua neta..." eu ouvia no lado exterior da casa da Avó !
Eu batia palminhas, contente, contente pois que a noite se advinhava alegre... já nessa altura eu dançava de alegria... na casa da avó com os meus 8 tios e tias... uma casa cheia de gente bonita...

Que belos tempos se foram e não voltam...

Nostalgia neste Outono... mais um apenas que passa por nós e nos prenda com recordações de quem já partiu... o pai, os avós...  :'(

Bom... de lagrimita enxuta deixo-vos agora uma receita que, possivelmente, será do conhecimento de algumas de vós.
A mim, quem me apresentou este belo bolinho foi a minha amiga Ivone na sua casa e eu fiquei fã. 
É um bolo sem farinha que fica douradinho por fora e húmido no seu interior.

Assim sendo, resolvi fazê-lo e colocá-lo aqui neste espaço, pois que não se adequa ao meu Blog do Chocolate.

Espero que gostem ! 




Ingredientes:


  • 3 ovos
  • 1 lata de leite condensado
  • 30 gr. de manteiga
  • 1 colher de sobremesa de fermento, bem cheia
  • 100 gr. de coco ralado
  • 300 gr. de milho cozido de lata
  • manteiga para untar
  • papela vegetal

Preparação:


Ligue o forno a 180º C.

Unte uma forma com manteiga, forre-a com papel vegetal também ele untado com manteiga.

Deite os ovos num liquidificador, junte o leite condensado, a manteiga, o fermento, o coco e o milho cozido escorrido. Ligue e deixe triturar muito bem.

Verta depois para a forma e leve ao forno durante aproximadamente 40 minutos.

Espete um palito para verificar se está totalmente cozido, retire do forno, desenforme, deixe arrefecer e sirva...


Bom apetite !























38 comentários:

  1. Lindas, lindas as fotos!
    Uma receita diferente e muito interessante!
    Essa fatia está mesmo apetitosa... hum, já se comia.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Olá Isabel!, se não te importas vou servir-me de uma fatia pois este bolo está tal e qual como eu gosto :) É sempre bom recordar com alguma saudade os tempos da infância, pena que não possamos recuar no tempo para tornar a vive-los!

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina, não me importo nada mesmo, serve-te à vontade que está uma delicia ! :-)

      Uma pena mesmo o Tempo não voltar atrás !

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Olá Isabel,

    As nossas tradições são lindas e trazem à memória tempos difíceis mas muito mais vividos e alegres.
    O bolo ficou maravilhoso e o cesto de milho lindo.

    Bjnhos e uma semana 5*.

    http://saborescomtempo.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Manuela,

      Que bom "vê-la" por aqui ! :-)

      De facto... também eu adoro as nossas tradições e que pena elas se estarem a perder com o passar do Tempo e com a dita evolução.

      Obrigada pelo carinho.

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Que bolo original. E parece delicioso.
    as fotos estão incriveis, verdadeiramente outonais.
    Boa semana. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rosário,

      Que bom "ver-te" por cá também ! :-)

      Obrigada pelo teu carinho, beijnhos e boa semana também

      Eliminar
  5. Minha bonequinha mais doce,com sensibilidade à flor da pele. Tem de tudo um pouco nesse post. Nostalgia, tem.Lembranças magníficas, tem. Uma história linda,tem. Encanto adolescente,tem. Bela lembrança de vó,tem também e isso é para sempre!!!
    Minha menina adorei chegar aqui também. Vou levar e fazer esse bolo em muito breve,adorei!
    Nunca tinha visto espigas vermelhas!
    Quanto trabalho no cultivo do milho e eles ainda encontram jeito de se divertir,estão de parabéns!
    Bjinhos. Re

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Querida Regina,

      Como gosto de a "ver" por aqui também ! :-)

      Obrigada pelo seu sempre imenso carinho comigo !
      Há alturas na Vida em que as saudades do passado apertam muito !

      As espigas vermelhas eram raras de encontrar numa desfolhada, são o milho rei. Hoje já se encontram muito pois já se fazem plantações especificas com este tipo de milho.

      Um beijinho muito grande para Si :)

      Eliminar
  6. Ficou um bolo lindo, adorei o interior .
    Que dentada que eu dava nessa fatia.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho São, fica mesmo muito bom este bolinho !

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Psiuuu uma fatia dessa coisa maravilhosa :D
    Beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Aí vai ela Cláudia, juntamente com um grande beijinho...

      Chuaaacc !! :-)

      Eliminar
  8. Bem Isa adorei a postagem e as fotos.
    O bolo também está com um aspecto divinal.
    Beijinhos e continuação de boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana, obrigada pelo carinho !

      Beijinhos e boa semana também para ti !

      Eliminar
  9. Olá Isabel.
    Que lindo cenário. Quanto ao bolo está maravilhoso,tem um aspeto delicioso que só apetece trincar hummmmm tão bommmmm. Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria :)

      Obrigada pelo carinho e pelas simpáticas palavras !

      Hoje estive pelo "SObremesas de Domingo" mas não consegui entrar para comentar as fotos, vou tentar mais tarde ! :-)

      Beijinhos

      Eliminar
  10. Oi querida.
    Estou por aqui!!! Lindo este blog... adorei.
    Este bolo esta demais... gostoso mesmo.
    Somente nao consigo me adicionar como seguidora.. nao funciona ...
    O que fazer???
    Um abraço
    Thais

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga,

      Obrigada pelo seu carinho e obrigada por ter vindo, que bom ! :-)

      Não percebo porque não consegue seguir-me, não me parece que essa funcionalidade esteja com problemas... !
      Thais, pode sempre seguir-me por mail, se assim puder ser...

      Beijinhos

      Eliminar
  11. Parece-me que cheguei e já não ha bolo... snif, snif!
    Gostei do texto e adorei as fotos, ficou um bolo com um aspecto delicioso :)

    Beijinhos,
    Marisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh eh eh ... Marisa, não te preocupes...
      Mais delicias virão para que possas provar ! ;-)

      Obrigada pelo carinho !

      Beijinhos

      Eliminar
  12. Olá minha querida Isabel :)
    Um post nostálgico... será da estação?
    A mim causa-me sempre uma certa nostalgia, e recolha, penso mais e como mais!
    Este bolinho está perfeito, pensei que era de farinha de milho mas não, é mesmo milho, que bom! E tem um aspecto tão fofo e húmido. Adorei!
    Tenho que experimentar um dia :)
    As fotos estão lindas, em tons outonais.
    Um encanto.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, doce amiga... a estação também ajuda ao tal recolhimento interior que o Verão havia encoberto ! :-)

      Obrigada pelo teu sempre presente carinho comigo, um beijinho muito grande

      Eliminar
  13. Isabel querida, como gosto de ler-te, seus relatos sempre me encantam e me fazem lembrar da minha infância, como eu era feliz minha amiga! Junta-se a isso a saudades que os nossos queridos nos faz, saudade de papai, mamãe, minha vó, saudades do aconchego. Faz muita falta e é decididamente insubstituivel. Adorei a história do milho rei. Parece um pouco uma brincadeira que fazíamos quando crianças, não sei se existe em seu país, chamava-se: Beijo, Abraço, Aperto de mão
    Hehehe. Nós meninas ficavamos esperando logo que desse certo de cair o Beijo, para dar umas bicotas nos meninos kkkk. Doces lembranças
    Seu bolo ficou fantástico, de milho eu adoro, tudo que leva milho
    A apresentação está um primor. Lindas seus patos, ou cisnes? Lindos.Lindos. Beijocas, é sempre um prazer vir te visitar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Josy,

      E como eu gosto de também a ler... :-)

      Adorei conhecer a vossa brincadeira do Beijo, Abraço... são recordações tão simples mas tão belas como estas que contribuem para o nosso crescimento pessoal...

      Amiga, obrigada por todo o seu carinho e por ter vindo !

      Um beijinho bem grande

      Eliminar
  14. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  15. ola obrigada pela tua explicaçao o teu bolo ele esta com um aspceto maravilhoso adorei o interior que esta um maximo adorei as fotos elas estao um encanto parabens bjs

    ResponderEliminar
  16. Olá Isabel que post tão bonito, tão cheio de memórias;)
    Gostei imenso do teu bolo, tenho uma receita guardada há muito, que também leva milho cozido, e, também me foi dado por uma amiga que engraçado. Ainda não fiz, está nas receitas que quero fazer quando tiver oportunidade( e são tantas...).
    As fotos estão encantadoras, como sempre.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Duxa,

      Obrigada pelo teu carinho ! :-)

      Tenho também uma lista infindável de receitas que pretendo testar, algumas tuas até ! :-)

      Beijinhps

      Eliminar
  17. Querida Isabel, gostei muito do seu post muito tocante e sincero. E gostei imenso da receita do bolo! Ficou tão lindo, amarelinho e simplesmente perfeito! Gosto muito dessa textura úmida! Confesso que nunca fiz bolos de milho cozido, por isso será uma experencia nova para mim. Quero muito experimentar! :) Muito obrigada pela receita perfeita, querida! :)
    Beijinhos***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Kate,

      Obrigada pela visita e pelo seu carinho ! .-)

      É um bolinho muito bom, com o sabor do coco a prevalecer, mas a textura é de facto sublime... humida e deliciosa, experimente à confiança ! :-)

      Beijinhos, amiga

      Eliminar
  18. Bolo maravilhosos e lindas fotos....os teus blogs são uma verdadeira tentação :)

    ResponderEliminar
  19. Adorei a simplicidade desta receita...vou experimentar!!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Lene pela sua visita e simpatia, beijinhos

      Eliminar
  20. Olá,
    Vou experimentar, tem óptimo aspeto e é uma receita diferente.
    Kiss :)

    ResponderEliminar

Obrigada por ter vindo e pelo tempo que disponibilizou a comentar.
Volte sempre.